UOL Pan 2011 Foto 3x4 do Pan faz Rafael Alarcon, do squash, virar piada na Vila em Guadalajara - 14/10/2011 - UOL Pan 2011
  • http://pan.uol.com.br/2011/ultimas-noticias/2011/10/14/foto-3x4-do-pan-faz-rafael-alarcon-do-squash-virar-piada-na-vila-em-guadalajara.htm
  • Foto 3x4 do Pan faz Rafael Alarcon, do squash, virar piada na Vila em Guadalajara
  • 23/09/2021
  • UOL Esporte - Pan 2011
  • Pan 2011
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
A foto de Rafael no guia do COB tem provocado gargalhadas nos companheiros

A foto de Rafael no guia do COB tem provocado gargalhadas nos companheiros

14/10/2011 - 10h00

Foto 3x4 do Pan faz Rafael Alarcon, do squash, virar piada na Vila em Guadalajara

Gustavo Franceschini
Em Guadalajara (México)

Rafael Alarcon tem duas medalhas pan-americanas, está entre os 50 melhores do ranking mundial e tem grandes chances de medalha no Pan de Guadalajara. O currículo impõe respeito, mas a credencial nem tanto. Com uma foto antiga, o melhor jogador de squash do Brasil é motivo de brincadeiras entre os colegas e também na Vila Pan-Americana.

LEIA MAIS SOBRE O PAN-2011:

O guia de imprensa dos Jogos Pan-Americanos do COB conta com ficha completa de toda a delegação, curiosidades e uma foto de cada um dos brasileiros que vai ao México. Famosos novinhos, Cielo cabeludo e muitas bizarrices marcam as fotos 3x4 dos atletas. Leia mais

Roberto Mori, chefe de missão do squash, é o primeiro a gargalhar ao lembrar da foto. “Aquela foto do Rafael... Pelo amor de Deus. Parece foto de ‘procurado’”, conta Mori.

O próprio Rafael conta que já foi “zoado” na Vila. “Outro dia eu estava na Vila e alguém me parou, dizendo que eu estava melhor agora. É fogo, mas eu não ligo muito. Nunca mais tirei uma foto”, explica.

A foto de Rafael foi tirada em 2003 e apresenta um jovem com olhos esbugalhados e cabelo bagunçado. Não à toa ela entrou na seleção de fotos mais estranhas da delegação brasileira feita pela equipe do UOL Esporte.

Rafael explica que não se importa muito com fotos. O paulista de 34 anos passa boa parte do ano fora do país competindo no circuito mundial de squash, mas se recusa a trazer recordações para a família. “Se quer ver como é vai até lá. Por isso que eu sempre compro aqueles livros de aeroporto, bonitos, com fotos de todos os lugares. Chego e falo: olha, fotos dos melhores fotógrafos”, conta o brasileiro aos risos.

A rotina fora do país deve abrandar depois do Pan. Rafael faz planos de reduzir as participações no circuito mundial para poder ter um filho. Além do squash, o jogador sobrevive da venda de material esportivo relacionado à modalidade. Ele é o representante de uma marca internacional em algumas regiões do país.

Medalhas

  • País
    Ouro
    Prata
    Bronze
    Total
    EUA 92 79 65 236
    CUB 58 35 43 136
    BRA 48 35 58 141

Atletas Brasileiros

  • Veja o perfil dos atletas brasileiros