UOL Pan 2011 Vila paralela de brasileiros tem tranquilidade e falta de 'espírito' pan-americano - 16/10/2011 - UOL Pan 2011
  • http://pan.uol.com.br/2011/ultimas-noticias/2011/10/16/vila-paralela-de-brasileiros-tem-tranquilidade-e-falta-de-espirito-pan-americano.htm
  • Vila paralela de brasileiros tem tranquilidade e falta de 'espírito' pan-americano
  • 27/09/2021
  • UOL Esporte - Pan 2011
  • Pan 2011
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Pela proximidade com o local de competição, o handebol ficou longe da Vila do Pan

Pela proximidade com o local de competição, o handebol ficou longe da Vila do Pan

16/10/2011 - 12h00

Vila paralela de brasileiros tem tranquilidade e falta de 'espírito' pan-americano

Roberta Nomura
Em Guadalajara (México)

Falta de espaço na Vila Pan-Americana e logística espalharam a delegação brasileira por Guadalajara e criaram ‘vilas paralelas’. Handebol, vôlei, basquete, hipismo de salto e pentatlo moderno estão com suas equipes alojadas em hotéis. O lado bom propagado pelos próprios envolvidos é a tranquilidade. Mas a distância da residência oficial dos atletas os afasta do “espírito pan-americano”, segundo eles.

JAQUELINE BATE CABEÇA COM FABI, SAI IMOBILIZADA E VAI PARA HOSPITAL

A estreia brasileira no vôlei não começou bem. No início do segundo set, a ponteira Jaqueline se chocou com a líbero Fabi em tentativa de salvar uma bola e ficou caída na quadra por alguns minutos. A jogadora não chegou a desmaiar, mas permaneceu imóvel no chão. A comissão técnica entrou em ação e a esposa do jogador Murilo teve que sair de maca e imobilizada. Leia mais

“Eu gosto de tranquilidade e aqui é mais sossegado do que na Vila. Acho que é mais confortável também”, opinou Yane Marques. A vice-campeã pan-americana do pentatlo moderno dorme em hotel próximo a Vila Pan-Americana e vai ao local apenas para fazer as refeições. O deslocamento é todo feito com transporte da organização.

Mesma situação vivem as meninas do vôlei – e futuramente os meninos. As delegações ficarão instaladas no Hotel Intercity, considerado três estrelas e que possui cem quartos individuais ou duplos. A internet no local também é melhor do que a da Vila Pan-Americana. O único inconveniente pode ser o deslocamento, mas o técnico José Roberto Guimarães não se incomoda. “É indiferente, porque estamos recebendo todo o suporte”, falou.

A situação do handebol é um pouco diferente. A modalidade foi deslocada para um hotel por proximidade com o local de competições. A decisão foi elogiada pelos atletas brasileiros, mas o clima da Vila parece fazer falta. “Eu gosto da situação da Vila. É uma oportunidade única que tem de quatro em quatro anos de reunir atletas de inúmeras modalidades e conviver com isso. Ficar no hotel tem suas vantagens em relação a refeição sem fila, concentração e deslocamento. Porque nosso hotel é bem mais perto da quadra e isso ajuda muito. Mesmo assim, eu preferia estar na Vila”, afirmou Marcão.

O companheiro de equipe Maik concorda. “Dentro da Vila você incorpora o espírito pan-americano. Claro que já sente o clima só de estar aqui, mas é a coisa de fazer parte. O intercâmbio com os outros atletas deixa as pessoas mais imbuídas na competição”. Todos as modalidades hospedadas fora da Vila Pan-Americana tem recebido auxílio de transporte com vans, ônibus ou carros da organização.

Medalhas

  • País
    Ouro
    Prata
    Bronze
    Total
    EUA 92 79 65 236
    CUB 58 35 43 136
    BRA 48 35 58 141

Atletas Brasileiros

  • Veja o perfil dos atletas brasileiros