UOL Pan 2011 Robson Conceição e Yamaguchi não resistem a cubanos e levam prata no boxe - 29/10/2011 - UOL Pan 2011
  • http://pan.uol.com.br/2011/ultimas-noticias/2011/10/29/boa-fase-de-robson-conceicao-nao-resiste-a-cubano-e-brasil-leva-prata-no-boxe.htm
  • Robson Conceição e Yamaguchi não resistem a cubanos e levam prata no boxe
  • 19/06/2021
  • UOL Esporte - Pan 2011
  • Pan 2011
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Robson Conceição (e) e Yasnier Toledo se agarram durante a vitória do cubano

Robson Conceição (e) e Yasnier Toledo se agarram durante a vitória do cubano

29/10/2011 - 22h31

Robson Conceição e Yamaguchi não resistem a cubanos e levam prata no boxe

Gustavo Franceschini
Em Guadalajara (México)

A boa fase de Robson Conceição não resistiu à força do cubano Yasnier Toledo e Yamaguchi Florentino também vai lamentar ter esbarrado em um caribenho. Nas finais do boxe neste sábado, os dois brasileiros que disputavam o título tiveram de se contentar com a prata no Pan de Guadalajara, deixando o país sem ouros na modalidade.

Favorito, Robson Conceição teve uma luta mais acirrada. O brasileiro levou 16 a 11 de Yasnier Toledo e viu seu retrospecto recente parar no segundo lugar na competição no México.
A derrota para Toledo não é uma novidade. Antes deste sábado, os dois pugilistas já haviam se enfrentado em duas oportunidades, ambas com vitória do caribenho. A boa fase de Robson Conceição, no entanto, parecia suficiente para quebrar o “tabu”.

"Eu lutei como um campeão. Não perdi para qualquer um, enfrentei um cubano, mas infelizmente os árbitros não deram para mim. Agora vou treinar muito para representar bem o Brasil e buscar o ouro em Londres-2012", afirmou Robson, à Record.

João Carlos Gomes, seu treinador, foi um pouco mais duro. “Deixaram de anotar vários pontos para ele. O Robson fez tudo o que precisava lá em cima. Só que Cuba é muito conhecida no boxe. Não foi o cubano que ganhou, foi o nome de Cuba”, avaliou.

A luta começou com o pugilista brasileiro tendo sucesso na estratégia de usar os contragolpes, encontrando a distância certa para tentar tocar o cubano. Apesar disso, a arbitragem deixou o caribenho à frente, por 5 a 3.

No segundo giro, Robson conseguiu levar o rival ao chão com um golpe de raspão e um leve empurrão. Nova queda do cubano aconteceu por conta de um tropeção, mas a parcial novamente foi para Yasnier, com 12 a 7. A diferença foi grande demais para o brasileiro, que não teve chances de virar o placar.

No início do mês, o pugilista foi um dos destaques do país na disputa do Mundial de boxe em Baku, no Azerbaijão. Na terceira rodada, ele chegou a derrotar Vasyl Lomachenko, ucraniano que é campeão olímpico. Uma decisão tardia dos juízes, no entanto, mudou o resultado do combate e deu a vitória a Lomachenko, que viria a sagrar-se campeão mundial. Robson, no entanto, segue em boa forma mesmo após a eliminação polêmica.

Neste Pan, o brasileiro atropelou seus rivais. Fez 18 a 11 no dominicano Wellinton Romero, 21 a 6 no americano Toka Kahn-Clary e 27 a 8 em Angel Suarez, de Porto Rico. De quebra, ainda pediu a namorada em casamento ao após uma luta e ouviu o “sim” em rede nacional.

Segunda prata, com Yamaguchi

Já Yamaguchi Falcão teve mais trabalho. Julio Cesar la Cruz, seu adversário esta noite, conseguiu vantagem logo no início do combate e deu poucos espaços para o brasileiro, que deixou o ringue derrotado por 22 a 12.

Com um bom jogo de pernas, atraindo sempre o brasileiro a atacar, aproveitou os golpes de Yamaguchi para acertar socos limpos e pontuar. Com isso chegou ao fim do primeiro assalto em 6 a 2. O segundo giro foi mais truncado, e os lutadores chegaram a ter uma queda conjunta.

O placar empatado do segundo round deixou o marcador em 13 a 9 e manteve Yamaguchi em condições de virar o combate. Mas La Cruz manteve seu jogo mais técnico. Com duas contagens abertas contra o brasileiro, ficou confirmado mais um ouro para Cuba e o encerramento do boxe para o Brasil no Pan tendo as duas pratas deste sábado como melhores resultados.

“O cubano está em sua melhor fase, é campeão mundial. Sabia que seria difícil, mas não impossível. Busquei ao máximo, mas o boxe é isso”, afirmou Yamaguchi, à Record.

*Atualizada às 23h23

Medalhas

  • País
    Ouro
    Prata
    Bronze
    Total
    EUA 92 79 65 236
    CUB 58 35 43 136
    BRA 48 35 58 141

Atletas Brasileiros

  • Veja o perfil dos atletas brasileiros