UOL Pan 2011 'Estamos acostumados com leões e enfrentamos jaguatiricas', vibra revezamento masculino - 28/10/2011 - UOL Pan 2011
  • http://pan.uol.com.br/2011/ultimas-noticias/2011/10/28/estamos-acostumados-com-leoes-e-enfrentamos-jaguatiricas-vibra-revezamento-masculino.htm
  • 'Estamos acostumados com leões e enfrentamos jaguatiricas', vibra revezamento masculino
  • 27/11/2020
  • UOL Esporte - Pan 2011
  • Pan 2011
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Brasil igualou o recorde panamericano no revezamento 4x100 m, com tempo de 38s18

Brasil igualou o recorde panamericano no revezamento 4x100 m, com tempo de 38s18

28/10/2011 - 22h18

'Estamos acostumados com leões e enfrentamos jaguatiricas', vibra revezamento masculino

Alexandre Sinato
Em Guadalajara (México)

O Brasil sobrou na final do revezamento 4x100 m rasos nesta sexta-feira. Conquistou o ouro sem dar chance alguma aos rivais. Com o tetracampeonato pan-americano garantido, os brasileiros festejaram a vitória sobre adversários bem mais fracos em relação ao cenário que o quarteto pretende superar. “Estamos acostumados com leões e enfrentamos jaguatiricas”, brincou o veterano Sandro Viana.

Brasileiros no décimo quarto dia do Pan de Guadalajara
Brasileiros no décimo quarto dia do Pan de Guadalajara

O comentário se refere ao revezamento principal de potências como Jamaica e Estados Unidos. No Pan, os dois países não usaram força máxima. Já no Mundial, o revezamento jamaicano, liderado pelo mais rápido do mundo, Usain Bolt, não só venceu, como bateu o recorde mundial. O Brasil teve problema na última passagem e ficou fora do pódio.

“Se não fosse o problema no Mundial, íamos fazer um estrago. Mas o fato é que estamos acostumados a enfrentar o Mike Tyson e hoje fomos o único time com potência total”, emendou Sandro.

O revezamento brasileiro costuma se destacar no cenário mundial por se dedicar à técnica de passagem do bastão. Nesta sexta, o quarteto formado por Sandro, Bruno Lins Tenório, Nilson André e Carlos Roberto Pio não só superou o ouro, como igualou o recorde sul-americano, que era do Brasil desde 1999.

Por isso, o time se animou para sonhar alto em 2012, nas Olimpíadas de Londres. “A gente sempre pensa em medalha. Acho que vai acontecer muita coisa bacana com a gente no ano que vem”, projetou Bruno Lins, bronze nos 200 m rasos.

Nesta sexta, o Brasil assegurou o ouro com o tempo de 38s18. A prata e o bronze foram, respectivamente, para São Cristóvão e Névis (38s81) e Estados Unidos (39s17). Cuba ficou na quarta posição. O recorde mundial batido pela Jamaica neste ano é de 37s04.

“Em competições como o Mundial, esses caras [como os jamaicanos] olham no fundo dos seus olhos e te intimidam se você não estiver preparado. Aqui é o contrário, mexicanos e equatorianos, por exemplo, olham para o Brasil e baixam a cabeça”, comparou Sandro Viana.

Medalhas

  • País
    Ouro
    Prata
    Bronze
    Total
    EUA 92 79 65 236
    CUB 58 35 43 136
    BRA 48 35 58 141

Atletas Brasileiros

  • Veja o perfil dos atletas brasileiros