UOL Pan 2011 Nascida nos EUA, Rosângela Santos deixa musa para trás e vence os 100 m rasos - 25/10/2011 - UOL Pan 2011
  • http://pan.uol.com.br/2011/ultimas-noticias/2011/10/25/com-melhor-tempo-da-vida-rosangela-santos-conquista-o-ouro-nos-100-m-rasos.htm
  • Nascida nos EUA, Rosângela Santos deixa musa para trás e vence os 100 m rasos
  • 23/10/2018
  • UOL Esporte - Pan 2011
  • Pan 2011
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Brasileira Rosangela Santos recebe seu ouro após vencer a final dos 100 m rasos

Brasileira Rosangela Santos recebe seu ouro após vencer a final dos 100 m rasos

25/10/2011 - 20h43

Nascida nos EUA, Rosângela Santos deixa musa para trás e vence os 100 m rasos

Alexandre Sinato e Roberta Nomura
Em Guadalajara (México)

A mesma menina que surpreendeu o país no Troféu Brasil de 2008 com apenas 17 anos voltou a conquistar um feito importante. Nesta terça-feira, a norte-americana de nascimento Rosângela Santos conseguiu a primeira medalha brasileira do dia chegando justamente no lugar mais alto do pódio nos 100 m rasos. Com direito a recorde pessoal (11s22), ela deixou para trás a bela compatriota Ana Cláudia Lemos e faturou a 999ª medalha do Brasil na história do Pan.

“Estados Unidos nada, tanto que não deixei a americana [Barbara Pierre, prata] passar. O ouro é do Brasil e vai ficar lá enquanto eu for defendê-lo”, vibrou Rosângela.

Ela é a segunda brasileira a vencer a prova mais rápida entre as mulheres no Pan. Repetiu o triunfo de Esmeralda de Jesus, ouro em Caracas-1983. O último triunfo pan-americano do atletismo brasileiro no tradicional tiro dos 100 m foi de Robson Caetano, hoje comentarista, em Havana-1991.

“Estou muito feliz. É um momento muito especial, de retomada. Fiquei dois anos meio parada por causa de uma lesão e até pensei em parar com o atletismo”, revelou a campeã.

A melhor marca de Rosângela antes do Pan era de 11s41. Ela ignorou o clima seco e a altitude para melhorar, e muito, seu desempenho. Enquanto outros atletas culparam as condições climáticas, a velocista não quis saber dos obstáculos naturais e deixou todas para trás.

Para reforçar a importância de sua performance nesta terça, os 11s22 colocariam Rosângela Santos na final dos 100 m rasos na última edição das Olimpíadas, em Pequim-2008. Surge, então, uma boa perspectiva para o atletismo brasileiro em Londres-2012. O índice, contudo, é 11s20.

“Consegui minha melhor marca pessoal e fiquei a dois centésimos do índice olímpico. Mesmo quando você não está com muita confiança é preciso criá-la”, emendou a dona do 28º ouro brasileiro no Pan de Guadalajara.

Na semifinal, Rosângela já havia batido a melhor marca de sua carreira, quando fez 11s26. A disputa na decisão foi apertada e contra uma rival mais cotada ao ouro [Barbara Pierre]. A brasileira, porém, mostrou melhor desempenho nos metros finais e ultrapassou a norte-americana.

O bronze, apenas um centésimo mais lento que o tempo de Pierre, ficou com Reeze Shakera, de Barbados. A também brasileira Ana Cláudia Lemos ficou na quarta posição, com 11s35, tempo 0s11 mais veloz que o de sua semifinal, mas insuficiente para subir ao pódio.

Na prova masculina, o brasileiro Nilson André ficou fora do pódio, ao fechar os 100 m com 10s26, na quinta posição. A medalha de ouro, como é tradicional, ficou com a Jamaica. Lerone Clarke fez 10s01, seguido por Kim Collins, de São Cristóvão e Névis, com 10s04, resultado que deu ao país a sua primeira medalha na história dos Jogos Pan-Americanos.

Medalhas

  • País
    Ouro
    Prata
    Bronze
    Total
    EUA 92 79 65 236
    CUB 58 35 43 136
    BRA 48 35 58 141

Atletas Brasileiros

  • Veja o perfil dos atletas brasileiros