UOL Pan 2011 Mayara transforma ônibus em salão de beleza improvisado na seleção de handebol - 22/10/2011 - UOL Pan 2011
  • http://pan.uol.com.br/2011/ultimas-noticias/2011/10/22/mayara-transforma-onibus-em-salao-de-beleza-improvisado-na-selecao-de-handebol.htm
  • Mayara transforma ônibus em salão de beleza improvisado na seleção de handebol
  • 27/09/2021
  • UOL Esporte - Pan 2011
  • Pan 2011
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
22/10/2011 - 07h02

Mayara transforma ônibus em salão de beleza improvisado na seleção de handebol

Alexandre Sinato
Em Guadalajara (México)

As brasileiras do handebol costumam entrar impecáveis em quadra no quesito estética. A uma vitória da medalha de ouro no Pan e da vaga olímpica em Londres, elas contam com a habilidade de uma companheira para mostrar um visual caprichado durante as partidas: a central Mayara cuida das parceiras, às vezes enfrentando até o balanço do ônibus no caminho até o ginásio.

MAYARA E SEU 'SALÃO DE BELEZA

  • Bianca Daga/Divulgação

    Mayara faz a unha de Ana Paula ainda no hotel...

  • Bianca Daga/Divulgação

    ... em dia que também teve tempo de atender Duda

“Quando não dá tempo de terminar tudo no hotel porque a preleção é maior, com mais vídeos, ela faz no ônibus. E mesmo assim fica bom. A Mayara leva jeito”, elogiou a armadora-esquerda Duda.

Antes da fácil vitória por 43 a 12 sobre o México nesta sexta-feira, pela semifinal, Mayara não pôde fazer o cabelo de Duda. A goleira Barbara foi a responsável. No entanto, a especialista mesmo é a central. E tem até recompensa para ela.

“Ela cuida dos nossos cabelos e faz uma trança muito boa. Todo mundo gosta bastante, somos vaidosas. Temos preocupação com o visual. A Mayara também faz a unha da maioria. Às vezes damos um chocolate para ela”, contou Duda.

Mayara tem 80 esmaltes em sua residência na França, onde joga. A especialização como manicure aconteceu por necessidade. Na Europa, o serviço costuma ser caro, chegando até a R$ 60, segundo a jogadora.

“Sempre arrumei meu cabelo sozinha. Faço pintura e até já arrisquei cortar. Tenho quase tudo em casa: chapinha, mousse, reparador de pontas, babyliss. Em relação às unhas, comecei a fazer quando joguei na Europa. Como o serviço nos salões de lá é caro, demorado e de qualidade inferior em relação ao Brasil, passei a fazer em casa mesmo, peguei prática e gostei”, explicou.

Para Guadalajara, ela levou apenas cinco dos 80 esmaltes que possui, assim como alguns apetrechos para cabelo. As companheiras de time agradecem, assim como os fãs das competentes moças brasileiras.

Medalhas

  • País
    Ouro
    Prata
    Bronze
    Total
    EUA 92 79 65 236
    CUB 58 35 43 136
    BRA 48 35 58 141

Atletas Brasileiros

  • Veja o perfil dos atletas brasileiros