UOL Pan 2011 Eliminado, Feijão vira comilão do Pan, "rouba" amigo e encara maratona de pizzas - 19/10/2011 - UOL Pan 2011
  • http://pan.uol.com.br/2011/ultimas-noticias/2011/10/19/feijao-encara-tres-pizzas-rouba-comida-japonesa-e-deixa-tempero-mexicano-para-o-fim.htm
  • Eliminado, Feijão vira comilão do Pan, "rouba" amigo e encara maratona de pizzas
  • 15/08/2022
  • UOL Esporte - Pan 2011
  • Pan 2011
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Tenista brasileiro João Souza, o Feijão, vibra com ponto, mas perde no Pan

Tenista brasileiro João Souza, o Feijão, vibra com ponto, mas perde no Pan

19/10/2011 - 12h00

Eliminado, Feijão vira comilão do Pan, "rouba" amigo e encara maratona de pizzas

Roberta Nomura
Em Guadalajara (México)

A participação de João Souza, o Feijão, foi rápida no Pan de Guadalajara. O brasileiro sofreu com o calor e acabou eliminado na estreia. Pelo menos fora das quadras, o tenista conseguiu aproveitar um pouco mais sua primeira participação em torneios deste porte. Em poucos dias, o jovem de 23 anos já encarou três pizzas pequenas na zona internacional da Vila Pan-Americana e até ‘roubou’ comida japonesa de um amigo equatoriano. As iguarias típicas locais ficarão para o fim.

Brasileiros no quarto dia do Pan de Guadalajara
Brasileiros no quarto dia do Pan de Guadalajara

A delegação de tênis chegou a Guadalajara na última sexta-feira. No mesmo dia, Feijão tratou de conhecer a zona internacional da Vila Pan-Americana. Pelo menos, na parte gastronômica. Ele comprou quatro pizzas pequenas, mas disse ter comido ‘apenas’ três. “Chegamos de viagem e eu estava com muita fome”, contou o tenista. “Agora vou ficar com fama de comilão”, brincou.

Um dia depois Feijão optou pela comida japonesa também na Vila Pan-Americana. João Souza estava na companhia de Rogério Dutra Silva, o Rogerinho. Após terminar seu prato, o brasileiro levantou e foi em direção à mesa ao lado. Sem cerimônia, ele ‘roubou’ um pedaço do amigo equatoriano. “Não, ele falou para eu provar o dele. Eu fui lá e comi”, defendeu-se aos risos.

Feijão é apreciador da culinária japonesa. “Adoro. Na verdade não tem o que eu não goste de comer”, falou o tenista de 1,93 m e 88 kg. O paulista de Mogi das Cruzes também elogiou o espaço de gastronomia criado na zona internacional. No local há um café, pizzaria, sorveteria, restaurante japonês e com comida local. “Já passei em todos. Vou deixar a comida mexicana por último. É bom para dar uma variada. Acaba que é muito chato comer sempre a mesma coisa”.

Dentro de quadra, Feijão fez sua estreia contra o equatoriano Julio Cesar Campozano. Sob forte sol em Guadalajara, o número 2 do Brasil (107º do ranking) não conseguiu encaixar seu jogo agressivo e veloz e perdeu para o 399º do mundo com duplo 7-5.

Medalhas

  • País
    Ouro
    Prata
    Bronze
    Total
    EUA 92 79 65 236
    CUB 58 35 43 136
    BRA 48 35 58 141

Atletas Brasileiros

  • Veja o perfil dos atletas brasileiros