UOL Pan 2011 Novatas dos saltos ornamentais trocam Enem e provas por notas regulares no Pan - 30/10/2011 - UOL Pan 2011
  • http://pan.uol.com.br/2011/ultimas-noticias/2011/10/30/novatas-dos-saltos-ornamentais-trocam-enem-e-provas-por-notas-regulares-no-pan.htm
  • Novatas dos saltos ornamentais trocam Enem e provas por notas regulares no Pan
  • 23/09/2021
  • UOL Esporte - Pan 2011
  • Pan 2011
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Andressa Mendes e Natali Cruz disputaram os saltos ornamentais no Pan do México

Andressa Mendes e Natali Cruz disputaram os saltos ornamentais no Pan do México

30/10/2011 - 12h01

Novatas dos saltos ornamentais trocam Enem e provas por notas regulares no Pan

Roberta Nomura
Em Guadalajara (México)

As novatas dos saltos ornamentais abriram mão de uma semana de aula para disputar o Pan de Guadalajara. Mais jovem atleta da delegação brasileira, Andressa Mendes, 14 anos, perdeu duas provas e uma feira de Ciências. Natali Cruz deixou de fazer o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) para estrear no torneio das Américas. As duas acabaram trocando o período escolar por notas regulares na competição no México. Agora, terão que mergulhar nos estudos.

Brasileiros no décimo quinto dia do Pan de Guadalajara
Brasileiros no décimo quinto dia do Pan de Guadalajara

Natali Cruz, de 18 anos, está no último ano do Ensino Médio. E abriu mão do Enem, realizado no fim de semana passado. “É complicado prestar vestibular agora. Vou deixar para depois mesmo. O Enem foi no dia da minha viagem”, contou a amazonense que terminou em 12º lugar na plataforma de 10 m em sua estreia em Pans. “A gente sempre vai achar que pode ir melhor. Mas eu gostei da minha prova individual”.

CAÇULA JÁ VIROU "FILHA DE ATLETA"

  • Gustavo Franceschini/UOL

    Andressa Mendes (d) é a mais nova, a mais baixa e a mais leve da delegação brasileira. A atleta dos saltos ornamentais, com 14 anos de idade, chama a atenção até entre suas colegas de competição. Na Vila Pan-Americana, entre esportistas bem mais velhos, ela passa como filha de alguém que está acompanhando a competição.

Mais jovem atleta brasileira em Guadalajara, Andressa Mendes também participou do Pan pela primeira vez e saiu com a quinta colocação na plataforma de 10 m. “Eu adorei. Mesmo com os dois sextos lugares no sincronizado, não tenho do que reclamar. Não levo a medalha para casa, mas levo o orgulho de ser atleta”, disse a menina de 14 anos. E para estar no México, ela perdeu período importante na escola.

Andressa cursa o 9º ano do Ensino Fundamental e deixou de fazer provas de Matemática, Português e de participar de uma feira de Ciências. Antes, ela nunca havia perdido mais do que uma semana de aula por causa dos saltos ornamentais. “Nessas horas, os amigos ajudam bastante. Porque eu não trouxe nada de livros. Mas eles tiram muito xerox e mandam a matéria. E se tirar nota baixa aqui, eles reclamam”, falou.

As duas vão dar poucos motivos para os amigos reclamarem, então. Na plataforma de 10 m, Natali teve um salto bem abaixo do normal e recebeu notas em torno de 2,0 - também computou alguns 4,5. Mas Andressa recebeu apenas uma nota 4,0, eliminada da somatória total. Elas ainda formaram dupla na plataforma sincronizada de 10 m e no trampolim sincronizado de 3 m, mas terminaram na sexta e última colocação. "A gente não veio aqui para isso, mas fizemos. Até estávamos sem vontade de fazer. Mas nosso técnico nos animou. Disse que era para a gente se divertir. E foi o que a gente fez", declarou Natali Cruz.

Medalhas

  • País
    Ouro
    Prata
    Bronze
    Total
    EUA 92 79 65 236
    CUB 58 35 43 136
    BRA 48 35 58 141

Atletas Brasileiros

  • Veja o perfil dos atletas brasileiros