UOL Pan 2011 Lucélia de Carvalho vence mexicana e é única brasileira tetracampeã pan-americana - 28/10/2011 - UOL Pan 2011
  • http://pan.uol.com.br/2011/ultimas-noticias/2011/10/28/lucelia-de-carvalho-vence-mexicana-e-e-unica-brasileira-tetracampea-pan-americana.htm
  • Lucélia de Carvalho vence mexicana e é única brasileira tetracampeã pan-americana
  • 21/01/2019
  • UOL Esporte - Pan 2011
  • Pan 2011
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Lucélia de Carvalho recebe a medalha de ouro após seu quarto título pan-americano

Lucélia de Carvalho recebe a medalha de ouro após seu quarto título pan-americano

28/10/2011 - 21h28

Lucélia de Carvalho vence mexicana e é única brasileira tetracampeã pan-americana

Roberta Nomura
Em Guadalajara (México)

Lucélia de Carvalho entrou no Pan de Guadalajara para defender seus três títulos no caratê. E obteve novo êxito nesta sexta-feira. A brasiliense venceu a mexicana Yadira Lira na final até 68 kg e faturou o ouro. A atleta de 33 anos tem 100% de aproveitamento em suas quatro participações no torneio continental e se tornou a única brasileira tetracampeã pan-americana.

"Estou muito feliz. Não tenho uma palavra para definir isso que estou sentindo agora. Queria essa medalha e batalhei muito por ela. O caratê merecia muito também. Estou satisfeita de ser a porta-voz disso", disse Lucélia de Carvalho após sagra-se tetracampeã pan-americana. Questinada sobre possível concorrência em torno do recorde, ela demonstrou traquilidade. "Quero que outras pessoas superem. Não tenho esse egoísmo. Quanto mais vencer, melhor."

Brasileiros no décimo quarto dia do Pan de Guadalajara
Brasileiros no décimo quarto dia do Pan de Guadalajara

Antes de disputar suas cinco lutas desta sexta, a carateca viu Maurren Maggi se aproximar de seu recorde. A saltadora em distância foi campeã em Winnipeg-1999, Rio-2007 e, na última quarta-feira, em Guadalajara-2011 – ela só não participou da edição de Santo Domingo-2003 por suspensão por doping.

Lucélia de Carvalho também fez sua estreia em Pans em Winnipeg-1999 e subiu ao lugar mais alto do pódio. A cena se repetiu em Santo Domingo-2003, Rio-2007 e Guadalajara-2011, mesmo com a forte e quente torcida mexicana contra.

A luta terminou empatada em 0 a 0 e, na decisão dos árbitros, a vitória foi brasileira - repetindo o que ocorreu na semifinal. Diante da derrota de Yadira Lira, a torcida mexicana vaiou muito o resultado final. "A luta foi muito tensa. Fui mais ofensiva. Busquei a vitória e tive mais chance de finalizar um golpe. Às vezes, as pessoas não entendem como funciona isso", disse Lucélia após o pódio.

Mesmo após os protestos após o combate, o público respeitou a brasileira na cerimônia de premiação. Como no caratê não existe disputa pelo terceiro lugar, a medalha de bronze ficou com as duas outras semifinalistas: a venezuelana Yoly Guillen, e a cubana Yoandra Moreno.

Medalhas

  • País
    Ouro
    Prata
    Bronze
    Total
    EUA 92 79 65 236
    CUB 58 35 43 136
    BRA 48 35 58 141

Atletas Brasileiros

  • Veja o perfil dos atletas brasileiros