UOL Pan 2011 Judoca deixa pitbull com herói olímpico para ganhar 100ª medalha do judô brasileiro - 27/10/2011 - UOL Pan 2011
  • http://pan.uol.com.br/2011/ultimas-noticias/2011/10/27/judoca-deixa-pitbull-com-heroi-olimpico-para-ganhar-100-medalha-do-judo-brasileiro.htm
  • Judoca deixa pitbull com herói olímpico para ganhar 100ª medalha do judô brasileiro
  • 16/12/2018
  • UOL Esporte - Pan 2011
  • Pan 2011
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Maria Suelen sobe ao pódio para receber medalha de bronze, 100ª do Brasil

Maria Suelen sobe ao pódio para receber medalha de bronze, 100ª do Brasil

27/10/2011 - 07h00

Judoca deixa pitbull com herói olímpico para ganhar 100ª medalha do judô brasileiro

Bruno Doro
Em Guadalajara (México)

Maria Suelen Altheman tem um “calcanhar de Aquiles” sempre que precisa viajar para competições: seu pitbull. Quando ela não está em casa, o “cãozinho” Aquiles costuma usar tudo o que encontra pela frente, sejam móveis, roupas ou sapatos, como brinquedos de morder.

Na quarta-feira, a judoca conquistou a 100ª medalha do judô brasileiro em Jogos Pan-Americanos e não precisou se preocupar com a destruição que Aquiles poderia estar causando. Em casa, o vice-campeão olímpico de 2000, Carlos Honorato, garantia que o pitbull não estava mordendo nada que não devia.

O HERÓI OLÍMPICO E O PITBULL

Carlos Honorato: namorado de Maria Suelen, o judoca foi vice-campeão olímpico nos Jogos de Sydney-2000, no peso médio (81 kg) Aquiles, o pitbull que vive com Maria Suelen e Honorato e que gosta de morder o que não deve: "Ele não gosta de ficar sozinho"

“O Aquiles não gosta de ficar sozinho. Então, vai sempre procurar alguma coisa para fazer. Às vezes, essa coisa é destruir a casa”, conta a judoca risonha, mas tímida. “Mas agora não tem problema, o Honorato está tomando conta dele direitinho”.

Sem se preocupar com Aquiles, Suelen pode se focar completamente no Pan de Guadalajara. Competiu no primeiro dia de disputas do judô nos Jogos e subiu ao pódio. Após o ouro de Luciano Correa (100 kg) e a prata de Rafael Silva (+100 kg), o bronze da peso pesado (+78 kg) foi o 100º do judô brasileiro na competição.

Brasileiros no décimo segundo dia do Pan de Guadalajara
Brasileiros no décimo segundo dia do Pan de Guadalajara

A cor da medalha, porém, só não foi outra por falta de confiança. “Ela só precisa acreditar. Ela é muito grande, muito forte, só não sabe disso ainda”, diz a técnica Rosicléia Campos. “Quando ela perdeu na semifinal, a cubana (Idalys Ortiz, que acabou com a medalha de ouro) estava na arquibancada e começou a comemorar”, continuou a treinadora.

Segundo Rose, o combate entre Suelen e a cubana, no Mundial de Paris, foi a razão para a felicidade de Idalys com a eliminação da brasileira. “A Suelen anulou completamente o jogo da Ortiz e ela sabia disso. Só quem não acredita na Suelen é ela mesma”, cutucou a treinadora. 

AS 100 MEDALHAS DO BRASIL EM JOGOS PAN-AMERICANOS

São Paulo-1963: 1 ouro (Lhofei Shiozawa) e 2 pratas (Jorge Mehdi e Milton Lovato)
Winnipeg-1967: 2 ouros (Akira Ono e Takeshi Miura) e 1 prata (Lhofei Shiozawa)
CIdade do México-1975: 1 ouro (Ricardo Oliveira Campos), 2 pratas (Carlos Eduardo Motta e Roberto Zuanabar Machusso) e 2 bronzes (Fenelon Oscar da Silva e Luis Juniti Shinohara)
San Juan-1979: 4 ouros (Luís Shinohara, Carlos Cunha, Carlos Pacheco e Oswaldo Simões), 1 prata (Luís Onmura) e 2 bronzes (Roberto Machusso e Oswaldo Simões)
Caracas-1983: 5 pratas (Luís Onmura, Inez Nazareth, Luiz Shinoara, Aurélio Miguel e Frederico Flexa) e 6 bronzes (Tânia Ishii, Walter Carmona, Solange Almeida Pessoa, Sérgio Santos, Carla Lívia Muller Duarte e Soraia André)
Indianápolis-1987: 5 ouros (Mônica Angelucci, Soraya André, Sergio Pessoa, Rinaldo Cagianno e Aurélio Miguel), 3 pratas (Luís Onmura, Nelson Onmura e Frederico Flexa) e 4 bronzes (Ivana Santana, Rogério Cherubin, Soraya Carvalho e Rosimeri Salvador)
Havana-1991: 1 ouro (Shigueto Yamazaki), 2 pratas (Patrícia Dias Bevilacqua e Sérgio Ricardo Oliveira) e 7 bronzes (Mônica Angelucci; Maria Cristina de Souza, Edilene Aparecida Andrade, Soraia André, Sumio Tsujimoto, Renato Gagnino e Frederico Flexa)
Mar del Plata-1995: 1 ouro (Jose Mario Tranquillini), 3 pratas (Carlos Eduardo Matt, Daniel Fausto Dell'Aquila e Edilene Andrade) e 9 bronzes (Danielle Zangrando, Sergio Ricardo Oliveira, Andrea Berti, Carlos Anderson Bortole, Vânia Ishii, Flavio Canto, Henrique Guimarães, Valeria Brandino e Rodolfo Yamayose)
Winnipeg-1999: 1 ouro (Vania Ishii), 3 pratas (Denilson Lourenço, Flavio Canto e Daniel Hernandes) e 6 bronzes (Danielle Zangrando, Sebástian Pereira, Fabiane Hukuda, Edinanci Silva, Marcelo Figueiredo e Priscila Marques)
Santo Domingo-2003: 5 ouros (Luis Francisco Camilo, Flavio Canto, Edinanci Silva, Mário Sabino e Daniel Hernandes), 1 prata (Vânia Ishii) e 4 bronzes (Tânia Ferreira, Carlos Honorato, Fabiane Hukuda e Henrique Guimarães)
Rio de Janeiro-2007: 4 ouros (Danielle Zangrando, Edinanci Silva, João Derly e Tiago Camilo), 6 pratas (Daniela Polzin, Erika Miranda, Danielli Yuri, Mayra Aguiar, Leandro Guilheiro e João Gabriel Schilitler) e 3 bronzes (Alexandre Lee, Luciano Correa e Priscila Marques)
Guadalajara-2011: 1 ouro (Luciano Correa), 1 prata (Rafael Silva) e 1 bronze (Maria Suelen Altheman)

Medalhas

  • País
    Ouro
    Prata
    Bronze
    Total
    EUA 92 79 65 236
    CUB 58 35 43 136
    BRA 48 35 58 141

Atletas Brasileiros

  • Veja o perfil dos atletas brasileiros