UOL Pan 2011 Dezoito dias após abandonar maratona, Marílson conquista o ouro nos 10.000 m - 27/10/2011 - UOL Pan 2011
  • http://pan.uol.com.br/2011/ultimas-noticias/2011/10/27/dezoito-dias-apos-abandonar-maratona-marilson-conquista-o-ouro-nos-10000-m.htm
  • Dezoito dias após abandonar maratona, Marílson conquista o ouro nos 10.000 m
  • 26/09/2021
  • UOL Esporte - Pan 2011
  • Pan 2011
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Marílson dos Santos posa com Giovani dos Santos; brasileiros levaram ouro e bronze

Marílson dos Santos posa com Giovani dos Santos; brasileiros levaram ouro e bronze

27/10/2011 - 19h34

Dezoito dias após abandonar maratona, Marílson conquista o ouro nos 10.000 m

Alexandre Sinato e Roberta Nomura
Em Guadalajara (México)

Apenas 18 dias depois de abandonar a maratona de Chicago e adiar o sonho olímpico nos 42 km, Marílson Gomes dos Santos conquistou, enfim, seu primeiro ouro nos Jogos Pan-Americanos. Bicampeão da maratona de Nova York, o brasileiro controlou toda a disputa dos 10.000 m nesta quinta-feira e faturou a vitória pela primeira vez, evoluindo da prata que obteve na mesma prova no Rio-2007 e em Santo Domingo-2003. O Brasil ainda ficou com o bronze, com Giovani dos Santos

Brasileiros no décimo terceiro dia do Pan de Guadalajara
Brasileiros no décimo terceiro dia do Pan de Guadalajara

"Queria o ouro nessa prova. Todo mundo queria que eu corresse a maratona para ter uma chance maior, mas optei pelos 10.000 m. Fiquei duas vezes com a prata e queria muito vencer. Sou brasileiro e não desisto nunca", vibrou.

A 13 voltas do final, quando deu uma volta no guatemalteco Pirir Santos, Marílson deixou claro que não daria chances para nenhum adversário. Abriu quase 100 m para o segundo colocado e passou a competir contra si mesmo. A seis voltas, ultrapassou mais uma vez o retardatário guatemalteco.

O tempo seco e o forte calor que marcaram a prova, disputada por volta das 16h do horário local, não foram suficientes para atrapalhar o brasileiro que se tornou famoso por seus grandes resultados em provas longas.

Além de ser bicampeão da tradicional maratona de Nova York e ser o primeiro sul-americano a conquistá-la, Marílson também tem no currículo o tricampeonato da Corrida de São Silvestre.

O atleta de 34 anos é o atual detentor dos recordes brasileiro e sul-americano dos 10.000, com 27min28s12. Nesta quinta, ele assegurou a 35ª medalha de ouro do Brasil no Pan de Guadalajara com o tempo de 29min00s64. Juan Carlos Romero deu a prata para o México, e Giovani ficou com o bronze para o Brasil, com 29min51s71.

Marílson, agora, voltará a se preparar para obter uma vaga olímpica na maratona. E a recente derrota em Chicago serviu de lição para o experiente fundista.

"Não vou fazer o que fiz, de tentar a melhor marca. Não estou preocupado com isso. Acabei tentando o recorde, forcei demais e não consegui completar. Na próxima vou largar num ritmo mais tranquilo com o único intuito de fazer o índice e vou conseguir", completou.

Medalhas

  • País
    Ouro
    Prata
    Bronze
    Total
    EUA 92 79 65 236
    CUB 58 35 43 136
    BRA 48 35 58 141

Atletas Brasileiros

  • Veja o perfil dos atletas brasileiros