UOL Pan 2011 Lucimara domina o heptatlo e leva o ouro após dois anos afastada por doping - 26/10/2011 - UOL Pan 2011
  • http://pan.uol.com.br/2011/ultimas-noticias/2011/10/26/lucimara-domina-o-heptatlo-e-leva-o-ouro-apos-dois-anos-afastada-por-doping.htm
  • Lucimara domina o heptatlo e leva o ouro após dois anos afastada por doping
  • 26/09/2021
  • UOL Esporte - Pan 2011
  • Pan 2011
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Lucimara Silvestre comemora com a bandeira brasileira o seu ouro no heptatlo

Lucimara Silvestre comemora com a bandeira brasileira o seu ouro no heptatlo

26/10/2011 - 21h33

Lucimara domina o heptatlo e leva o ouro após dois anos afastada por doping

Alexandre Sinato e Roberta Nomura
Em Guadalajara (México)

De 2009 a 2011, Lucimara Silvestre ficou impedida de competir devido à suspensão por doping. Ela foi um dos cinco atletas envolvidos no escândalo da Rede Atletismo por uso de um hormônio sintético proibido. Recuperada do fato e depois de cumprir a pena, a brasileira deu a volta por cima nesta quarta-feira. Teve um desempenho muito forte no heptatlo e conquistou pela primeira vez a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos. Ela ainda alcançou o recorde sul-americano: 6.133 pontos.

Assim, ela cumpriu a projeção que havia feito no retorno às pistas. Em agosto, ao obter a vitória no Troféu Brasil em seu primeiro grande evento pós-doping, Lucimara avisou que chegaria forte ao Pan. Não deu outra. Depois do bronze no Rio-2007, ela agora festeja o ouro e já sonha com as Olimpíadas de Londres, em 2012.

"Foi na base da superação, consegui terminar a prova sem lesão nenhuma. Competi o tempo inteiro com dor na coxa direita. Agora vou tratar a lesão e tentar o índice olímpico", projetou.

Além de não se machucar, Lucimara conseguiu manter o controle da prova. "Desde os 100 m com barreiras e o salto em altura eu tinha quase certeza que ia ganhar. Certeza mesmo só quando cruzasse a linha dos 800 m. Respeitei minhas adversárias e deixei o favoritismo para elas, mas estava muito confiante", admitiu.

A brasileira sobrou em praticamente toda a disputa. Na terça-feira, quando aconteceram quatro das sete provas, ela se manteve sempre em primeiro lugar. Venceu os 100 m e o salto em altura, ficou em segundo lugar nos 200 m e em terceiro no arremesso de peso. Acumulou 3660 pontos e chegou nesta quarta com 118 a mais que a segunda colocada, a cubana Yasmiany Pedroso.

Nesta quarta, manteve a pegada do dia anterior. Foi muito superior às rivais no salto em distância, com 6,36 m, cerca de meio metro melhor que a segunda colocada. No lançamento de dardo, bateu seu recorde pessoal, com 42,03 m, na terceira posição. Fechou a longa jornada pelo ouro nos 800 m com a quarta posição, só precisando marcar a cubana para confirmar o título. Depois disso, foi só pegar a bandeira e partir para a volta olímpica.

 

Medalhas

  • País
    Ouro
    Prata
    Bronze
    Total
    EUA 92 79 65 236
    CUB 58 35 43 136
    BRA 48 35 58 141

Atletas Brasileiros

  • Veja o perfil dos atletas brasileiros