UOL Pan 2011 "Meu pai pediu para eu trazer esta medalha",diz Maurine após colocar Brasil na final - 25/10/2011 - UOL Pan 2011
  • http://pan.uol.com.br/2011/ultimas-noticias/2011/10/25/meu-pai-pediu-para-eu-trazer-esta-medalhadiz-maurine-apos-colocar-brasil-na-final.htm
  • "Meu pai pediu para eu trazer esta medalha",diz Maurine após colocar Brasil na final
  • 15/08/2022
  • UOL Esporte - Pan 2011
  • Pan 2011
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Emocionada poucos dias depois de perder o pai, Maurine comemora o gol da vitória

Emocionada poucos dias depois de perder o pai, Maurine comemora o gol da vitória

25/10/2011 - 22h59

"Meu pai pediu para eu trazer esta medalha",diz Maurine após colocar Brasil na final

Mauricio Stycer
Em Guadalajara (México)

“Vai lá e traz essa medalha”. Esta foi uma das últimas frases que Maurine ouviu de seu pai, Assis Brasil Dorneles Gonçalves. A conversa aconteceu em um hospital de Bento Gonçalves, no interior do Rio Grande do Sul, antes da viagem da jogadora para o México. Dois dias após a morte dele, Maurine cumpriu o pedido, marcando o gol que colocou o Brasil na final do torneio feminino de futebol dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara.

DEPOIS DE PERDER O PAI, MAURINE MARCA E SALVA SELEÇÃO FEMININA NO PAN

A lateral Maurine soube da morte do pai na noite de domingo, mas pediu para continuar com a seleção, decidida a conquistar o título do torneio de futebol feminino dos Jogos Pan-Americanos. Sua opção comoveu a todos no ambiente da seleção. E foi com um gol de Maurine, aos 33 minutos do segundo tempo de uma partida difícil, contra o México, que o Brasil chegou à final da competição.

O Brasil venceu por 1 a 0 e disputará a medalha de ouro na próxima quinta-feira, contra o vencedor do confronto entre Canadá e Colômbia. Leia mais

 
Muito emocionada, Maurine disse que lembrará para sempre do gol que marcou nesta terça-feira. “Foi Deus que me guiou. Vou lembrar para o resto da minha vida deste momento”, afirmou a jogadora. Ela disse que o luto não a atrapalhou em campo. Ao contrário. “Quando apitou o início do jogo, deixei toda a tristeza sair para fora”.
 
A jogadora ainda agradeceu também às companheiras de equipe pelo apoio que recebeu nas últimas 48 horas. “Para mim não foi fácil, mas as minhas companheiras estavam o tempo todo me erguendo”
 
A decisão de Maurine de permanecer com a seleção em Guadalajara depois de saber da morte do pai foi o fator mais importante na preparação para a partida contra o México, disse o técnico Kleiton Lima, na entrevista pós-jogo.
 
“O fator técnico e o fator tática foram importantes, mas esse fator foi o mais fundamental”, disse Kleiton, com lágrimas nos olhos. “O grupo ficou junto com ela, como que velando o pai dela, nestes dois dias”.
 
O fato foi tema da prelação de Kleiton, na véspera da partida. “Não é à toa que o pai dela chamava Brasil. Brasil Gonçalves. Falei para elas lembrar de cada letra em campo. Bê de beleza, erre de raça, a de amor, esse de saudade, i de irmandade e ele de liderança”.

Brasileiros no décimo primeiro dia do Pan de Guadalajara
Brasileiros no décimo primeiro dia do Pan de Guadalajara

Medalhas

  • País
    Ouro
    Prata
    Bronze
    Total
    EUA 92 79 65 236
    CUB 58 35 43 136
    BRA 48 35 58 141

Atletas Brasileiros

  • Veja o perfil dos atletas brasileiros