UOL Pan 2011 Rogerinho para na catimba de colombiano, 230º do mundo, e só é prata no tênis - 22/10/2011 - UOL Pan 2011
  • http://pan.uol.com.br/2011/ultimas-noticias/2011/10/22/rogerinho-para-na-catimba-de-colombiano-230-do-mundo-e-so-e-prata-no-tenis.htm
  • Rogerinho para na catimba de colombiano, 230º do mundo, e só é prata no tênis
  • 19/09/2021
  • UOL Esporte - Pan 2011
  • Pan 2011
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Rogério Dutra Silva lamenta derrota diante de Robert Farah na final do Pan

Rogério Dutra Silva lamenta derrota diante de Robert Farah na final do Pan

22/10/2011 - 23h01

Rogerinho para na catimba de colombiano, 230º do mundo, e só é prata no tênis

Gustavo Franceschini
Em Guadalajara (MEX)

O brasileiro mais mal ranqueado da equipe que foi ao Pan de Guadalajara chegou à final e entrou como favorito. Na decisão, no entanto, Rogério Dutra Silva, o 116º do mundo, parou na catimba do colombiano Robert Farah, 230º, e ficou com a prata, sem repetir Flávio Saretta e Fernando Meligeni, campeões nas duas últimas edições do torneio.

Rogerinho, como é conhecido, chegou à decisão após passar por Alexander Llompart, de Porto Rico, Greg Ouellette, dos Estados Unidos, e depois Juan Sebastian Cabal, da Colômbia, sempre com 2 sets a 0. Seu único rival mais forte foi Julio Cesar Campozano, do Equador, na semifinal, que rendeu um jogo disputado.

Brasileiros no oitavo dia do Pan de Guadalajara
Brasileiros no oitavo dia do Pan de Guadalajara

Pelo desempenho e pela diferença de ranking, o brasileiro entrou em quadra com tudo para conquistar o tricampeonato para o país no tênis do Pan. Mas esteve longe do feito em quase todo o tempo.

A partida foi tensa do começo ao fim. Rogerinho reclamou com o juiz após o primeiro ponto da partida, dado a favor de Robert Farah. Só que foi o colombiano que mais reclamou com a arbitragem. Ele jogou a raquete no chão ao sofrer sua primeira quebra. No quinto game do primeiro set, soltou um “vamos papi” cobrando os fiscais de linha por uma bola que ele supôs ter sido mal marcada.

A expressão virou piada nas arquibancadas, mas ele não parou. No décimo game, que decidiu a primeira parcial, chegou a ficar dois minutos fazendo gestos e “cornetando” a arbitragem. A demora para voltar ao jogo parecia desconcentrar Rogerinho, que começou a errar muito.

"Ele é realmente complicado. Eu já tinha jogado contra ele outras vezes. Ele está sempre reclamando. Mas ele jogou os pontos decisivos e mereceu vencer", disse Rogerinho, que classificou o rival de "chatinho" após a derrota.

Com vantagem de um game, o brasileiro foi quebrado duas vezes e viu o rival fechar o primeiro set por 6-4. Na segunda parcial, o panorama seguiu o mesmo, e Farah fez 6-3, para desagrado da maior parte da arquibancada, que fazia questão de responder qualquer grito de “Colômbia”.

A medalha de Rogério Dutra Silva na chave individual é a segunda dele no Pan. Além de chegar à frente dos compatriotas Ricardo Mello e João Souza, melhor ranqueados, ele conseguiu também o bronze com a carioca Ana Clara Duarte nas duplas mistas, na madrugada deste sábado. 

O lado ruim é que a hegemonia verde-amarela foi quebrada. Em 2003, em Santo Domingo, e em 2007, no Rio de Janeiro, Fernando Meligeni e Flávio Saretta conquistaram o título. Antes deles, Ronald Barnes em São Paulo-1963, Thomas Koch em Winnipeg-1967 e Fernando Roese em Indianápolis-1987 também haviam conseguido o ouro em Pans. Nenhum brasileiro havia sido derrotado em decisões de simples do tênis masculino na competição.

Medalhas

  • País
    Ouro
    Prata
    Bronze
    Total
    EUA 92 79 65 236
    CUB 58 35 43 136
    BRA 48 35 58 141

Atletas Brasileiros

  • Veja o perfil dos atletas brasileiros