UOL Pan 2011 Brasil é bronze no nado por equipes ao bater o México, e torcida da casa vaia - 21/10/2011 - UOL Pan 2011
  • http://pan.uol.com.br/2011/ultimas-noticias/2011/10/21/brasil-e-bronze-no-nado-por-equipes-ao-bater-o-mexico-e-torcida-da-casa-vaia.htm
  • Brasil é bronze no nado por equipes ao bater o México, e torcida da casa vaia
  • 19/09/2021
  • UOL Esporte - Pan 2011
  • Pan 2011
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Brasileiras festejam o bronze no nado sincronizado por equipes em Guadalajara

Brasileiras festejam o bronze no nado sincronizado por equipes em Guadalajara

21/10/2011 - 18h11

Brasil é bronze no nado por equipes ao bater o México, e torcida da casa vaia

Roberta Nomura
Em Guadalajara (México)

O Brasil conquistou nesta sexta-feira seu segundo bronze no nado sincronizado, mantendo a “tradição” do país em aparecer como terceira força das Américas, atrás de Canadá e Estados Unidos. Isso aconteceu no dueto, quinta, quando Lara Teixeira e Nayara Figueira foram terceiras colocadas e ficaram na bronca pelos critérios “subjetivos” que deram a prata às norte-americanas. E se repetiu entre as equipes, em que o Brasil ficou mais distante das oponentes do Norte e venceu um duelo com as mexicanas, donas da casa neste Pan, enfrentando inclusive vaias.

Brasileiros no sétimo dia do Pan de Guadalajara
Brasileiros no sétimo dia do Pan de Guadalajara

O duelo do Brasil, desta vez, acabou sendo com a torcida da casa, que apoiou as mexicanas em peso e deu sua contribuição para o time conseguir uma nota de 175.838. Na arquibancada, o público chegou a vaiar a apresentação brasileira e se manifestou negativamente com mais intensidade quando foram divulgadas as notas. As nadadoras da casa inclusive chegaram a comemorar antecipadamente, mas viram o Brasil superar sua performance.

Com uma apresentação apostando em uma sonoridade um tanto futurista, misturando batidas pesadas com música clássica e narrações ’robóticas’, as nadadoras verde-amarelas totalizaram 176.428.

"Foi uma competição muito difícil e tivemos que enfrentar a torcida mexicana que é muito forte. O México competiu muito bem. Mas nós trabalhamos muito também. Estou feliz pra caramba", disse a técnica Maura Xavier.

Para Nayara, as vaias até ajudaram no desempenho. "Nós não podíamos errar. Sabíamos que a rotina era de dificuldade muito alta e tinha toda a pressão da torcida. E a gente fez com tanta raiva, que isso ajudou", afirmou ela à Record, acompanhada por Lara na comemoração. "A gente falou que ia ser nossa e vamos levar para o Brasil", disse ela.

Lara Teixeira e Nayara Figueira - dueto de bronze na quinta - foram acompanhadas por Giovana Stephan, Joseane Martins, Lorena Molinos, Maria Bruno, Maria Eduarda Pereira, Pamela Nogueira e Jéssica Noutel na performance desta sexta, que trouxe o Brasil já na terceira colocação após a rotina técnica.

O México, no entanto, acabou com uma nota melhor que a do Brasil na rotina livre, apesar de não alcançar o resultado suficiente para o bronze.

Os Estados Unidos foram o quarto time a ir à piscina e fizeram uma performance quase impecável, deixando a diferença para o Brasil bem mais clara do que ocorreu no dueto, quando o dueto e a técnica verde-amarela reclamaram das notas das rivais. O time norte-americano ficou com 179.588.

Já as canadenses arrasaram todas as adversárias, ao totalizarem 190.388 e não terem competição para confirmar o ouro por equipes, após o título também no dueto.

Com o resultado conquistado em Guadalajara, o Brasil repete exatamente o que conquistou no Pan do Rio, em 2007. Na ocasião, o time foi bronze no dueto e em equipes, com a diferença de os Estados Unidos terem superado o Canadá nas duas disputas há quatro anos, o oposto do que se viu no México.

Medalhas

  • País
    Ouro
    Prata
    Bronze
    Total
    EUA 92 79 65 236
    CUB 58 35 43 136
    BRA 48 35 58 141

Atletas Brasileiros

  • Veja o perfil dos atletas brasileiros