UOL Pan 2011 Longe de Londres, "Miss Pan" da ginástica rítmica sonha se aposentar no Rio em 2016 - 19/10/2011 - UOL Pan 2011
  • http://pan.uol.com.br/2011/ultimas-noticias/2011/10/19/longe-de-londres-miss-pan-sonha-se-aposentar-no-rio-em-2016.htm
  • Longe de Londres, "Miss Pan" da ginástica rítmica sonha se aposentar no Rio em 2016
  • 27/09/2021
  • UOL Esporte - Pan 2011
  • Pan 2011
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Angélica Kvieczynski realiza a sua rotina com o arco durante prova da ginástica rítmica

Angélica Kvieczynski realiza a sua rotina com o arco durante prova da ginástica rítmica

19/10/2011 - 07h00

Longe de Londres, "Miss Pan" da ginástica rítmica sonha se aposentar no Rio em 2016

Mauricio Stycer
Em Guadalajara (México)

A Rede Record se especializou em chamar Thiago Pereira de “Mr. Pan” pelas medalhas de ouro que o nadador coleciona em Guadalajara. A emissora poderia então apelidar a paranaense Angélica Kvieczynski de “Miss Pan”. A principal atleta da ginástica rítmica brasileira deixa o México com quatro medalhas (uma de prata e três de bronze) e já planeja a aposentadoria para daqui a cinco anos, nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Brasileiros no quarto dia do Pan de Guadalajara
Brasileiros no quarto dia do Pan de Guadalajara

A Olimpíada no Brasil vai ser a chance derradeira do grande público ver Angélica. A brasileira não vai disputar os Jogos de Londres, em 2012, porque a seleção não conseguiu vaga. No Mundial da modalidade, realizado em setembro em Montpellier, na França, o Brasil ficou apenas na 22ª colocação.

Emocionada com a quarta medalha em Guadalajara, conquistada na terça-feira, Angélica falou do drama que viveu até recentemente. Há um ano exatamente, ela operou o joelho direito, depois teve trombose e ficou cinco meses parada. “O resultado aqui foi melhor, muito melhor do que eu esperava. Depois da lesão, não sabia se daria certo”.
 
Natural de Toledo (PR), descendente de poloneses, mas também de russos e italianos, Angélica é bem pé no chão ao avaliar as chances de a ginástica rítmica brasileira um dia poder disputar de igual para igual com as grandes equipes do mundo.
 
“Não tem como comparar a ginástica brasileira com a russa. Aqui tem 20 anos, lá mais de 100. É como se fôssemos bebês e eles adultos”.
 
Aos 20 anos, Angélica começa a entrar numa idade em que as atletas de ginástica já são chamadas de “experientes”. “Quanto mais velha a ginasta, melhor ela é. Mais segura ela fica”, diz. Os planos da Miss Pan são se aposentar daqui a cinco anos, em 2016, depois competir no Pan-Americano de Toronto, em 2015, de se apresentar nos Jogos Olímpicos do Rio. ”Vou trabalhar para isso”.

Medalhas

  • País
    Ouro
    Prata
    Bronze
    Total
    EUA 92 79 65 236
    CUB 58 35 43 136
    BRA 48 35 58 141

Atletas Brasileiros

  • Veja o perfil dos atletas brasileiros