UOL Pan 2011 Primeira medalhista do Brasil destrói a organização: água fria e pista horrível - 15/10/2011 - UOL Pan 2011
  • http://pan.uol.com.br/2011/ultimas-noticias/2011/10/15/primeira-medalhista-do-brasil-destroi-a-organizacao-agua-fria-e-pista-horrivel.htm
  • Primeira medalhista do Brasil destrói a organização: água fria e pista horrível
  • 23/09/2021
  • UOL Esporte - Pan 2011
  • Pan 2011
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Yane Marques é ultrapassada pela norte-americana Margoux Isaksen na prova final

Yane Marques é ultrapassada pela norte-americana Margoux Isaksen na prova final

15/10/2011 - 19h31

Primeira medalhista do Brasil destrói a organização: água fria e pista horrível

Bruno Doro
Em Guadalajara (México)

Yane Marques deixou a prova do pentatlo moderno no Pan de Guadalajara com a medalha de prata e muita reclamação. Ela não culpou os problemas pela medalha de prata, mas fez críticas a três das cinco provas que compõe a modalidade.

YANE FICA COM A MEDALHA DE PRATA

  • AFP PHOTO/CRIS BOURONCLE

    Yane Marques era favorita para o ouro. Quinta colocada no ranking mundial, ela defendia o ouro de 2007 e chegou à última prova do pentatlo moderno com 20 segundos de vantagem no primeiro lugar. Mas ela não resistiu à norte-americana Margoux Isaksen, e o que seria o 1º ouro, então, virou prata.

“O percurso [da prova combinada de corrida e tiro] estava simplesmente horrível. Infelizmente tenho que falar que a organização não foi muito satisfatória. Também nadamos em uma piscina a 21 graus, o que não está dentro do regulamento. E muitas condições estavam adversas”, reclamou.

Os principais problemas aconteceram nas duas primeiras provas do dia. “Na esgrima, a gente jogava um combate e parava porque não dava para ver a luz e saber quem tocava e quem foi tocado. Tudo isso vai contra o bom rendimento do atleta. Mas se aconteceu comigo, aconteceu com todo mundo. Não foi por isso que não veio o ouro”, completou.

Os problemas com Yane se juntam à dificuldade na divulgação dos resultados que a modalidade sofreu. Na prova de esgrima, a organização divulgou, inicialmente, a pontuação da campeã Margoux Isaksen com uma vitória a menos. Depois, na natação, inverteu os resultados de Isaksen e Yane. No hipismo, Yane fez o melhor tempo, mas aparecia em segundo lugar na classificação.

YANE MARQUES: SABÍAMOS QUE 20 SEGUNDOS ERA UMA VANTAGEM PEQUENA

  • Você é atual campeã pan-americana, era a melhor colocada no ranking mundial entre as inscritas. A medalha de prata é frustrante?

    Não, acho que foi um resultado justo. Ela fez uma prova como nunca. Jogou muito bem na esgrima. E a corrida dela é muito melhor do que a minha. Quando chegamos na corrida, sabíamos que seria muito difícil.

     

    O percurso da corrida foi ruim para você?

    O percurso estava muito duro e muito pesado. Eu sabia que a Margoux tinha uma corrida muito mais forte do que a minha. Para vencer, eu tinha de buscar no tiro. Mas tive problemas com a iluminação, o sol batendo na minha pistola, ficou ruim de ver o alvo. Quando ela me passou, era quase impossível passar ela novamente. E era, também, quase impossível alguém me passar também. Não ia mudar mais.

     

    Você falou em problemas na piscina. O que aconteceu?

    A água esta muito fria. Estava a 21 graus, tinha de estar, no mínimo, a 26. Mas os problemas que eu tive, todas elas tiveram. Não dá para reclamar. Foi justo.

     

Medalhas

  • País
    Ouro
    Prata
    Bronze
    Total
    EUA 92 79 65 236
    CUB 58 35 43 136
    BRA 48 35 58 141

Atletas Brasileiros

  • Veja o perfil dos atletas brasileiros