UOL Pan 2011 Brasil B joga como time A, bate Cuba na final do vôlei e conquista o bi no Pan - 30/10/2011 - UOL Pan 2011
  • http://pan.uol.com.br/2011/ultimas-noticias/2011/10/30/brasil-b-joga-como-time-a-bate-cuba-na-final-do-volei-e-conquista-o-bi-no-pan.htm
  • Brasil B joga como time A, bate Cuba na final do vôlei e conquista o bi no Pan
  • 01/09/2014
  • UOL Esporte - Pan 2011
  • Pan 2011
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Lipe e Éder comemoram ponto na vitória sobre Cuba, que deu o ouro para o Brasil

Lipe e Éder comemoram ponto na vitória sobre Cuba, que deu o ouro para o Brasil

30/10/2011 - 01h52

Brasil B joga como time A, bate Cuba na final do vôlei e conquista o bi no Pan

Alexandre Sinato
Em Guadalajara (México)

Um time B que vale por time A. Mesmo tendo apenas um titular do grupo principal, o Brasil conquistou o Pan de Guadalajara com autoridade. E a final foi a grande prova disso. Diante da tradicional equipe de Cuba, os brasileiros não tomaram conhecimento de quem estava do outro lado, venceram por 3 sets a 1, parciais de 25-11, 24-26, 25-18 e 25-19 e garantiram a 47ª medalha de ouro para o país.

"A gente sabia que ia ser difícil essa final contra Cuba. Revivemos a decisão do Mundial do ano passado, e mais uma vez conseguimos sair vencedor, apesar do sofrimento. A equipe foi bem o tempo todo, focada, e fizemos nossa melhor partida justamente na final. Eu me senti muito bem nesse grupo, todos quiseram muito a vitória, e nos unimos muito. O sacrifício valeu a pena", afirmou o levantador Bruninho, o único titular do time principal que disputou o Pan, em entrevista à TV Record.

O jogador, aliás, revelou uma conversa com Bernardinho antes da final. "Falei com o meu pai e ele estava muito feliz, principalmente pela dedicação da equipe. Não dava para saber se seríamos campeões, mas essa equipe se dedicou e brigou muito", disse o camisa 1.
 
Bernardinho, que sequer viajou ao México e deixou a função para o auxiliar Rubinho, deve ter gostado do que viu. O treinador ficou comandando a equipe principal que se prepara para a Copa do Mundo do Japão, em novembro. A competição dá três vagas nas Olimpíadas de Londres-2012.

Brasileiros no décimo quinto dia do Pan de Guadalajara
Brasileiros no décimo quinto dia do Pan de Guadalajara

 
Filho de Bernardinho, Bruninho representou a família no bicampeonato pan-americano. O levantador é titular também do time principal e foi fundamental no triunfo desta noite de sábado. O resultado também serviu de consolo para a torcida mexicana. Os anfitriões viram a equipe da casa perder a disputa do bronze para a Argentina e na sequência adotaram o Brasil como time preferido.
 
A decisão ainda foi uma reprise do que aconteceu no feminino. Com as principais jogadoras, a seleção de José Roberto Guimarães também encarou Cuba na disputa do ouro e levou a melhor, vencendo por 3 sets a 2. O masculino, até chegar ao último jogo, despachou Canadá, Porto Rico, Estados Unidos e Argentina.
 
No primeiro set, o Brasil passeou. Em nenhum momento foi ameaçado no placar. Com um bloqueio eficiente, a equipe de Rubinho ainda contou com uma Cuba apática em quadra. Os tradicionais rivais erraram muitos ataques e deixaram os brasileiros tranquilos na primeira parcial. O placar mostra a facilidade: 25 a 11 em 18 minutos.
 
O problema foi que Cuba acordou no segundo set. As bolas de velocidade pelo meio anularam a defesa brasileira. Todo o equilíbrio que falou na primeira parcial deu o tom da segunda. Depois de ficar atrás no placar até 22 a 21, o Brasil buscou o empate e conseguiu ter um set point, no 24 a 23. Mas faltou calma na hora de fechar e Cuba não desperdiçou: 26 a 24 no set e 1 a 1 no jogo.
 
Animada, Cuba passou até a vibrar mais em quadra. O Brasil respondeu com a mesma energia. A consequência foi mais um set muito disputado, mostrando que a primeira parcial fora atípica. Desta vez, contudo, a equipe dirigida por Rubinho seguiu firme até o final com uma defesa inspirada e fez 2 sets a 1 (25-18).

O quarto set também foi equilibrado, mas o Brasil mostrou ter o controle da partida desde o início. Com ataques seguros, a equipe verde-amarela não deixou Cuba embalar. Wallace e Chupita viraram sinônimos de segurança e pouco erraram. Exibiram confiança típica de time A para consagrar o time B no México. Bom para eles, melhor para Bernardinho e Rubinho.
 

BRUNINHO DEDICA OURO DO VÔLEI NO PAN A TODOS OS BRASILEIROS

Medalhas

  • País
    Ouro
    Prata
    Bronze
    Total
    EUA 92 79 65 236
    CUB 58 35 43 136
    BRA 48 35 58 141

Atletas Brasileiros

  • Veja o perfil dos atletas brasileiros