UOL Pan 2011 Passeio no trem da tequila derruba repórter no Pan depois de 26 drinks - 17/10/2011 - UOL Pan 2011
  • http://pan.uol.com.br/2011/ultimas-noticias/2011/10/17/passeio-no-trem-da-tequila-derruba-reporter-no-pan-depois-de-26-drinks.htm
  • Passeio no trem da tequila derruba repórter no Pan depois de 26 drinks
  • 20/12/2014
  • UOL Esporte - Pan 2011
  • Pan 2011
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Mexicanos ajudam na contagem das bebidas ingeridas pelo repórter no trem da tequila

Mexicanos ajudam na contagem das bebidas ingeridas pelo repórter no trem da tequila

17/10/2011 - 12h01

Passeio no trem da tequila derruba repórter no Pan depois de 26 drinks

Alexandre Sinato
Em Guadalajara (México)

Pauta do dia: embarcar no trem da tequila, passeio regado à típica bebida mexicana. E 26 drinks depois, pareço ter sido atropelado pelos cinco vagões que compõem o trem que parte da sede do Pan e vai até uma fazenda produtora de tequila.

O combinado era escrever sobre a aventura etílica ainda sob efeito do álcool, logo depois do passeio no último sábado. Por 26 razões, contudo, isso não foi possível. Restou, então, recorrer à memória (ao que restou dela) na manhã deste domingo, combatendo a ressaca e todas aquelas sensações que te fazem prometer nunca mais chegar perto do álcool.

AVENTURAS DE UM REPÓRTER NO TREM DA TEQUILA
Veja Álbum de fotos

Mario, Orlando e Alejandro. Esses são os nomes dos inconsequentes garçons que contribuíram 26 vezes para essa pauta. As fotos apresentam os rostos desses carrascos “tequileiros”. A ressaca me faz pensar que eles mereciam estampar aqueles cartazes policiais de “procurados”.

Mas os verdadeiros culpados têm outros nomes: margarita, paloma, vampiro, charro negro, algunas cervezitas e ela, a tequila (obs: o simples ato de escrever a palavra tequila já causa inúmeros transtornos estomacais, assim que passarei a chamá-la de malvada, por questões óbvias).

MARIACHI SE ANIMA APÓS BEBEDEIRA E REBOLA NA VIAGEM DE VOLTA DO TREM

O trem da ida nada se parece com o da volta. O vagão é o mesmo, mas as pessoas que saíram às 10h15 de Guadalajara se transformam na viagem de volta, às 16h30. Seis horas de malvada fazem isso. Cantorias, risadas mais altas e interação ganham força. Os mariachis começam a rebolar. E os garçons acompanham os turistas nas bebidas.

Mario, inclusive, é especialista em virar cerveja. Em poucos segundos, acaba com os 350ml da lata sem derrubar uma gota. Como estou mais para maratonista do que para velocista, não consegui acompanhá-lo, mas Manoel, estudante de Acapulco, gostou do desafio e não deveu nada para o compatriota.

A dupla, porém, não foi párea para os 26 drinks. Seguramente hoje eles estão mais inteiros do que eu, mas como diria o superior do Capitão Nascimento em "Tropa de Elite", missão dada é missão cumprida. 

A meta era anotar todos os drinks que tomei e os horários de cada um. Tudo ia bem até o 11º. A partir daí, a malvada venceu a razão. Mas o registro foi feito em fotos: como mostra o álbum acima, os 26 golpes foram divididos em 15 doses de malvada, 4 drinks com malvada e 7 cervejas.

MEXICANOS SE EMPOLGAM SOB EFEITO DA(S)TEQUILA(S) DEGUSTADA(S) NO TREM

Todos eles, contudo, não foram suficientes para forçar minha participação no concurso de dança depois do almoço na fazenda, contrariando a previsão de Maria López. A vendedora de bugiganga apostou que me veria dançando depois de algumas doses. Nada feito. Mas o animado concurso rendeu um cenário bizarro: ajudado pelos efeitos da malvada, ele transformou a área do almoço numa espécie de Porto Seguro do México.

O DJ não tocou axé, mas as músicas eram animadas. O repertório teve da cumbia apreciada por Carlitos Tevez até algumas músicas pop, com direito a mãozinhas para cima e muito rebolado. O prêmio para o vencedor? Uma garrafa de malvada. Também teve música de corno (interpretada por uma espécie de Vando rejuvenescido) e os tradicionais mariachis.

O passeio custa 1.200 pesos mexicanos (cerca de R$ 160) e inclui a passagem de trem, um almoço caprichado, apresentações típicas e malvada. Muita malvada. Informalmente, também inclui risadas, boas histórias, uma ressaca recorde e o homicídio de alguns neurônios. Nos próximos dias, já pedi à chefia para fazer pautas longe de trens, tequilas e mariachis. Até porque o estoque de sal de fruta está no final e o Pan está só começando.

Medalhas

  • País
    Ouro
    Prata
    Bronze
    Total
    EUA 92 79 65 236
    CUB 58 35 43 136
    BRA 48 35 58 141

Atletas Brasileiros

  • Veja o perfil dos atletas brasileiros