UOL Pan 2011 Mãe de Yane encara lama, ônibus e nervosismo da filha, mas não vê performance - 15/10/2011 - UOL Pan 2011
  • http://pan.uol.com.br/2011/ultimas-noticias/2011/10/15/mae-de-yane-encara-lama-onibus-e-nervosismo-da-filha-mas-nao-ve-performance.htm
  • Mãe de Yane encara lama, ônibus e nervosismo da filha, mas não vê performance
  • 31/07/2014
  • UOL Esporte - Pan 2011
  • Pan 2011
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
15/10/2011 - 18h59

Mãe de Yane encara lama, ônibus e nervosismo da filha, mas não vê performance

Bruno Doro
Em Guadalajara (México)

Ela era favorita, ficou entre as melhores em todas as provas, mas ainda assim, a pessoa mais importante da plateia não viu Yane Marques em seu melhor. A mãe da primeira brasileira a conquistar uma medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara superou uma hora de ônibus para chegar ao local da competição, lama na entrada do centro hípico e viu a filha muito nervosa ao entrar na arena de esgrima.

YANE FICA COM A MEDALHA DE PRATA

  • AFP PHOTO/CRIS BOURONCLE

    Yane Marques era favorita para o ouro. Quinta colocada no ranking mundial, ela defendia o ouro de 2007 e chegou à última prova do pentatlo moderno com 20 segundos de vantagem no primeiro lugar. Mas ela não resistiu à norte-americana Margoux Isaksen, e o que seria o primeiro ouro, então, virou prata.

Quando a filha deu o passo mais importante rumo ao título, porém, dona Goretti não estava olhando. “Eu nunca olho no hipismo. Tenho muito medo. Na primeira competição que assisti, a Yane caiu. Foi uma queda feia, ela cortou a perna, teve de tomar 11 pontos. Eu fiquei apavorada. A menina toda ensanguentada e ainda queria voltar a montar o cavalo”, conta a pernambucana de Afogados do Ingazeiro.

Ao lado de parentes da equipe de pentatlo, dona Goretti foi fantasiada para a prova. Vestiu uma camiseta com a foto da filha, colocou uma blusa verde-amarela e colocou, na cabeça, um chapéu de cangaceiro com as cores do Brasil. Antes, porém, enfrentou uma verdadeira maratona.

O centro hípico, onde foi realizada a competição, fica muito longe do centro de Guadalajara, onde ela estava hospedada. Pegou dois ônibus e chegou à periferia de Zapopan, cidade vizinha a Guadalajara, após 1h30. Para completar, na chegada ao Club Hípico, 800 metros de lama recebiam o público.

Brasileiros no primeiro dia do Pan de Guadalajara
Brasileiros no primeiro dia do Pan de Guadalajara

Ao chegar na arquibancada, deu uma boa olhada na filha e percebeu: ela estava nervosa; “Ela ficou fazendo aquela respiração pesada [nesse momento, dona Goretti imita a filha] e percebi que estava nervosa demais”, conta. Sorte para ela, e para o Brasil, que o nervosismo passou logo e ela pôde subir ao pódio.

Medalhas

  • País
    Ouro
    Prata
    Bronze
    Total
    EUA 92 79 65 236
    CUB 58 35 43 136
    BRA 48 35 58 141

Atletas Brasileiros

  • Veja o perfil dos atletas brasileiros